Quais redes sociais devo usar? Qual o seu público?

Quais redes sociais devo usar? Qual o seu público? Como utilizá-las da maneira correta?

Redes sociais são um canal efetivo para aproximar a sua empresa/marca do seu consumidor. Isso quer dizer que sua presença nas redes é obrigatória, uma vez que estar presente nesses canais não é mais um fator diferencial. O verdadeiro diferencial é estar presente e saber utilizar essa presença de maneira correta.

Mas antes de saber usar a rede de maneira correta, em qual rede social devo estar presente? É essa a pergunta que você deve estar fazendo agora. Não se preocupe, ao final do artigo vai saber tudo sobre redes sociais e como melhor utilizá-las. Chegaremos nelas em breve, mas antes vamos entender qual a importância de estar onde o seu público está!

Qual a importância de saber onde está meu público e por que necessito estar onde ele estiver?

Na realidade, se pensarmos direito, responder a esta pergunta não deve ser tão difícil. Vejamos, é importante saber onde estar meu público justamente para estar onde ele estiver. Assim vou conseguir vender diretamente a esse público, conseguir audiência qualificada para meus produtos/serviços, reduzir meu custo de aquisição de clientes e conseguir gerar receita de maneira contínua. Viu? Só vantagens. É extremamente importante identificar onde seu público-alvo ideal está e como pode compartilhar conteúdo relevante com ele.

Uma boa maneira de identificar em quais redes seus clientes mais usam é perguntar a eles! Sejam clientes ou potencias clientes, saber o que eles mais utilizam é uma boa maneira de saber onde você deve estar presente. Uma boa presença digital é importante para o seu negócio.

Vamos agora identificar algumas redes sociais e como trabalhar da maneira correta.

1. Facebook

Não tinha como começar sem falar da rede número 1 em usuários no Brasil, segundo a pesquisa Digital in 2017. É recomendado, independente de ser uma empresa B2C  ou B2B, ter uma página empresarial no Facebook. Mas atenção, página e não perfil. O próprio Facebook diz isso então cumpra. Já imaginou conquistar toda uma audiência e da noite para o dia perder todo aquele trabalho pois não cumpriu uma diretriz do mandachuva? Além disso, apenas páginas permitem obter informações valiosíssimas como dados demográficos e geográficos. Além disso, não existe um limite de curtidores e você ainda consegue impulsionar conteúdo, a página em si ou ofertas para aumentar o seu alcance. Aliás, é devido ao potencial de alcance do Facebook que vem sua recomendação da quase obrigatoriedade em ter uma página empresarial!

Como usar o Facebook?

A timeline do Facebook é bem dinâmica e diferente para cada usuário. Cada um recebe conteúdo personalizado, de acordo com o que curte e o que acessa na rede. Desta forma o Facebook mostra o conteúdo que ele mesmo julga mais interessante para cada usuário. Devido a isto, nem sempre visualizamos todas publicações de todas as páginas que acompanhamos. Tendo isto em mente podemos facilmente inferir 2 coisas. Qualidade de conteúdo tem que ser superior à quantidade de postagens e é necessário impulsionar publicações eventualmente. Veja aqui algumas dicas que separamos para Facebook Ads. Caso queira se aprofundar também temos este Ebook Gratuito sobre Marketing no Facebook.

2. Instagram

De propriedade do Facebook não é difícil ver que é uma rede que vem crescendo de popularidade. É até bem comum ver gente que tem Instagram mas não tem Facebook. Se o seu público for composto em sua grande maioria por jovens e você não tiver um perfil no Instagram, corra. Faça um, agora! Pode parar de ler e voltar depois!

O Instagram é a rede social da imagem. Seu apelo visual é gigante e é simples de usar.  Possui o recursos como  curtir, comentar e marcar pessoas em seus posts além do stories, que tem sido usado bastante ultimamente. Pode fazer até enquetes pelo stories e pode extrair insights bem legais com isso. Faça um perfil comercial e com isso ganhe também acesso a métricas e à possibilidade de impulsionar suas publicações tal qual o Facebook. Inclusive é feito pelo Facebook. Permite também a publicação de vídeos e é ai que você consegue engajar mais sua audiência.

Pode usar o Instagram para postar fotos de seus produtos ou mostrar os bastidores de sua empresa. Quem nunca teve curiosidade de ver como funcionam grandes empresas? Com o Instagram isso pode ser possível.

Dicas bônus:
Mantenha descrições relativamente curtas –  de 100 a 200 caracteres – apenas com o intuito de contextualizar seu conteúdo visual.

Use mas não abuse das hashtags nas postagens: apesar desse recurso gerar um maior número de curtidas #ninguem #quer #ver #textos #assim #nao #e #mesmo?

3. LinkedIn

Se sua empresa for uma empresa B2B, estar no LinkedIn é obrigatório. A maioria das empresas está presente lá, sendo a mesma a maior rede corporativa do mundo. Bastante usada para fazer networking e recrutamento de pessoal, devido ao fato de muitos gestores e gerentes estarem presentes nessa rede, ela se torna uma vitrine para seus produtos ou serviço.

Algumas mudanças em relação ao “convencional”: ao invés de amigos, temos conexões, e no lugar das páginas, temos as companhias ou company pages. Ter um perfil no LinkedIn não descarta ter a company page de sua empresa.

Para ter um bom desempenho no LinkedIn é necessário ter em mente algumas coisas.

1 – Crie uma Showcase

Dentro da página da sua empresa você consegue segmentar ainda mais o seu conteúdo.  Dentro da showcase, você consegue  promover produtos ou serviços específicos. A grande sacada da showcase é dividir o layout  em duas colunas, e isso  ajuda a sua empresa a criar conteúdos diferenciados com textos, imagens, vídeos, artigos e links, atingindo facilmente seu consumidor.

2 – Amplie as conexoes com sua equipe

Tenha conexões com seus funcionários e colaboradores. Pense comigo, se cada conexão vê o que você gosta e compartilha, desta forma seu alcance orgânico é bem maior do que se você não tiver conexões. E se você além das suas conexões pessoais ainda tiver as conexões com seus funcionários, esse alcance aumenta ainda mais. E podemos ir além, se cada funcionário se mobilizar e comprometer a divulgar o conteúdo melhor ainda. Excelente tática para empresas com grande número de funcionários.

3 – SEO no LinkedIn
Uma Company Page é conversa bem com o Google. Isso com certeza vai ajudar você com sua estratégia de SEO. Na descrição da empresa tenha palavras chave relevantes e faça uma descrição objetiva e sem rodeios. Desse modo a chance de ser encontrado na searchbar do LinkedIn é maior.

4 – URL amigável

Se um dos critérios é SEO Friendly, nada fala mais alto do que uma URL fácil de ser lembrada e compartilhada. Para fazeer isso na sua página entre nas configurações do LinkedIn e clique em ‘perfil de público.” Crie uma URL o mais simples possível e de preferência use o nome da empresa, se estiver disponível, ou então mantenha a extensão de outros perfis de outras redes sociais, o www.redesocial.com/minhaempresa

5 – Acompanhe e analise o desempenho das suas publicações

Tal qual outras redes, aqui é possível ver a quantidade de visualizações, cliques e até de  engajamento das suas últimas publicações geradas. Podemos tirar insights valiosos aqui também.

4. YouTube

Em segundo lugar no ranking de buscas mais utilizado, o YouTube é uma plataforma de streaming de vídeo. Quase um terço dos usuários da Internet tem conta no YouTube. Dá mais de Bilhão! Daí a importância de ter uma estratégia bem feita caso decida estar presente nesta plataforma.

Use este canal se tiver material em vídeo com palestras, workshops, vídeo-aulas, editais de moda ou conteúdo em vídeo para distribuir entre seus clientes. Pode usar para Webinars ao vivo e também fazer propaganda institucional de sua empresa.

5. Twitter

Apesar de não ser mais assim, o Twitter é a popular rede dos 140 caracteres. É uma rede social rápida, imediatista! Faltou luz no seu bairro e você quer saber onde mais faltou? Vá no Twitter. Muita gente vê televisão com o celular na mão, twittando, e isso acaba sendo um outro fator para medir a audiência de canais mais tradicionais como a televisão e permite interação entre as duas telinhas. Ainda que sua empresa não tenha perfil para estar no Twitter, pode gerar bastante tráfego para o seu site.

6. Google +

Ainda que quase ninguém use, ou pelo menos admita que use, é interessante ter a presença na rede. Por ser a rede social do Google, a indexação das postagens nesta rede é mais rápida do que em outras e isso pode lhe dar uma vantagem na hora de postar uma novidade. Seu uso é bastante semelhante ao do Facebook, aliás, sua proposta era bater de frente com o Facebook porém não se popularizou.

Existe uma infinidade de outras redes sociais que você pode usar como o Pinterest, Snapchat ou até alguma chinesa (se sua empresa quer entrar nesse mercado, tem que estar lá) e que se forem bem utilizadas podem gerar engajamento por parte de seu público e aproximar sua marca do seu consumidor. Que outras redes sociais você usa? Conta pra gente!

Qual score SEO?