Buyer Persona

Para atingir sucesso no marketing digital,  precisamos conhecer nossos público alvo, isto é, nossos potenciais clientes. Com o acesso à informação distante a não mais de 1 clique, o público tem se tornado cada vez mais criterioso e exigente com relação aos produtos e serviços ofertados pelas empresas. Assim, uma boa maneira de se distanciar da concorrência é preciso conhecê-los bem e saber exatamente o que esse público necessita. Fale a linguagem deles, esteja onde eles estão. Tendo isso em mente vai ver que suas chances de venda aumentam. Para ajudar nisso foram criadas as Buyer Personas!

O que é uma Buyer Persona?

Grosso modo, as personas são personagens semifictícios que representam o perfil do seu cliente ideal. Diferentemente da definição de público-alvo, que abrange uma parcela genérica da sociedade que interessa à empresa, as personas são representadas de maneira mais humanizada.

Conhecer a persona da sua empresa é o primeiro passo para definir suas estratégias. Sem elas, você não saberá quem é seu público e como abordá-lo. Mas, afinal, o que é isso e por que é tão importante? Saiba tudo, a seguir.

Conheça sua persona

São batizadas com um nome fictício, inclusive, e levam em consideração dados reais e alguns fatores profundos a respeito do cliente, tais como:

  • comportamento;
  • características demográficas;
  • objetivos;
  • dores (problemas) e preocupações;
  • desafios;
  • motivações.

Ao levantar e compreender cada uma dessas características do seu cliente ideal, você poderá criar uma história pessoal contando quem ele é, o que deseja e como sua empresa poderá ajudá-lo. Para tanto, é necessário ter contato com seu público-alvo e observar as características comuns entre os potenciais compradores. Para tornar mais claro, veja a seguir um exemplo de persona:

“Pedro, 35 anos. É pós-graduado em Ciências Contábeis e autônomo. Tem uma empresa de contabilidade e pretende destacá-la no mercado por meio da criação de um aplicativo. Além disso, busca inovar os processos internos contratando um software de gestão. Tem uma rotina atarefada, mas consegue se dedicar à família nos fins de semana. Adora viajar e conhecer lugares indicados pelos amigos. Está em busca de uma empresa que forneça tecnologia e soluções específicas para seu negócio.”

Percebeu como a persona aponta características que vão muito além da definição de público-alvo (gênero, idade, estado civil, nível de escolaridade e renda, entre outras)? Assim, as estratégias de marketing digital podem ficar mais direcionadas e alinhadas às necessidades do Pedro.

Se você ainda não se convenceu da importância da persona, veja o próximo tópico que aborda esse assunto.

Conheça a importância da persona

Como citamos, a criação da persona é a base da estratégia de marketing digital. É com ela que você consegue enviar a mensagem certa para a pessoa certa e, assim, obter melhores resultados.

Em outras palavras, é a persona que evita que você ofereça uma lasanha para quem está de dieta. Ou um produto genérico para quem gosta de exclusividade. Ou fale em português com quem só entende francês. E por aí vai.

Veja, a seguir, alguns motivos que comprovam a importância da persona:

  • ajuda a determinar o tipo de conteúdo que você precisa disponibilizar ao potencial cliente para atingir seus objetivos;
  • aponta a linguagem que deve ser utilizada em seus materiais;
  • permite que você desenhe estratégias de marketing focadas no público ideal;
  • mostra os temas que você precisa abordar em seus textos;
  • descobre as fontes de informação dos seus prospectos e como eles costumam consumi-las.

Portanto, se o seu objetivo é traçar estratégias de sucesso para o marketing digital, entender a fundo quem é seu cliente ideal é de suma importância para alcançar esse objetivo. A seguir, veja como criar sua persona.

Aprenda a criar sua persona

Se a sua empresa tem uma base de clientes, esse será o local ideal para iniciar as análises. Embora as pessoas tenham perfis diferentes, alguns deles poderão exemplificar sua persona. Assim, após o levantamento dessas informações preliminares, você poderá se orientar pelo perfil do seu cliente típico.

O próximo passo é entender o comportamento comum dos clientes para traçar o perfil da sua persona. Para isso, veja algumas perguntas que podem ajudar na análise:

  • Quem é seu potencial cliente? (avalie os detalhes físicos e psicológicos do tomador de decisão)
  • Que tipo de conteúdo ou informações relacionadas ao seu setor são relevantes para ele?
  • Como é seu cotidiano dentro da empresa e na vida pessoal?
  • Qual é seu grau de instrução?
  • Quais tipos de veículos (jornais, TV, redes sociais, etc.) ele costuma acompanhar para se manter informado?
  • Quais são seus desafios, dificuldades e objetivos?
  • Se ele trabalha em um negócio B2B (vende para outras empresas), com que tipo de empresa ele costuma negociar? E qual é o cargo do comprador?
  • Quem influencia suas tomadas de decisão?

Tenha em mente que o importante aqui é entender o que a pessoa responsável pela compra do produto ou serviço da sua empresa busca no seu nicho de mercado. Assim, tente se colocar no lugar dela para descobrir o tipo de assunto que a interessaria e os problemas relacionados ao setor que ela enfrenta no seu dia a dia.

Por fim, é importante focar a análise dos clientes tanto naqueles que estão satisfeitos com sua empresa quanto naqueles que já tiveram algum tipo de problema no relacionamento. Afinal, ambos podem revelar detalhes importantes sobre seu produto ou serviço e trarão uma percepção dos desafios que enfrentam para solucionar seus problemas.

Agora que você já sabe como elaborar sua persona, é chegada a hora de criar um plano de marketing — e esse é o assunto de para outro post.

Conte para a gente, você já tem a sua persona? Ainda está na dúvida como criar? Não deixe de comentar e compartilhe com a gente suas estratégias para criar buyer personas.

Deixe um comentário